últimas notícias

Notícias

1 10/09/2019 06:30

O assassino confesso, Antônio dos Santos Borges, de 44 anos, foi preso ontem, segunda-feira (9/9), dez dias depois de matar Maria Damiana dos Santos, de 55 anos, com golpes de marreta e enterrar o corpo dela no quintal do bar, que pertencia a ela, na Rua da Linha, em Santo Antônio de Jesus.

De acordo com o delegado Orlando Corsino, responsável pelo caso, Damiana estava desaparecida há 10 dias. Ainda segundo o delegado, o suspeito  confessou o crime após ser intimado a depor na delegacia. "Ele contou que matou Damiana dos Santos depois de uma discussão e que agiu por legítima defesa", disse Corsino, sem informar sobre o motivo da briga.

VERSÕES DE UM CRIME

Antônio e Damiana viviam jun

tos há nove anos. Ele fou localizado em uma oficina mecânica no bairro da Corea, onde consertava o carro da vítima, um Ford Focus. Na Delegacia, ele apresentou versões diferentes para o desaparecimento de Damiana.

De cordo com a Polícia, foi realizada uma revista minuciosa no veículo, onde foi encontrado, escondido por baixo do pneu estepe, o aparelho celular de Maria Damiana.  Sem ter como manter a versão apresentada até então, o suspeito passou a confessar o crime, descrevendo com riqueza de detalhes, bem como indicando o local onde enterrou o corpo da vítima, no quintal do bar do casal.

Na tarde de ontem, segunda-feira,  o corpo da vítima foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT)  e o suspeito está preso na Delegacia.

Por volta das 15h, investigadores do Serviço de Investigação da 4a Coorpin, foram até o bar Cantinho dos Amigos, juntamente com o suspeito pelo crime

Antônio Santos indicou o local onde escondeu o corpo de Damiana. No chão, nos fundos do bar, em uma cova que foi cavada por ele mesmo.

O crime ocorreu na noite do dia 31 de agosto. Segundo informou em depoimento à polícia, Antônio aplicou golpes de marreta na cabeça da vítima enquanto dormia e em seguida cavou uma cova raza no fundo do estabelecimento comercial e a enterrou.

Quando familiares e amigos sentiram a ausência de Maria Damiana, o criminoso inventou que a mesma foi embora de casa sem falar para onde ia, sustentando esta versão até ontem, quando confessou.

Ele foi desmascarado graças ao trabalho dos investidores da Polícia Civil que desde o último dia 6 não desistiram de ir em busca da elucidação do caso.

População revoltada tenta linchar assassino 

O assassino confesso da comerciante Maria Damiana dos Santos, retornou na segunda (9/9), ao local do crime, o bar da vítima, e quase foi linchado pela população que estava revoltada com o caso bárbaro e muito repercutido em Santo Antônio de Jesus. 

Segundo relato do perito Lino Oliveira, do DPT, o corpo de Damiana estava enrolado em um tapete grosso, dentro de um caixote. Por cima, havia terra e diversas caixas de engradado de cerveja. Dentro do bar, onde Damiana costumava dormir nos fins de semana por conta do movimento, o perito localizou marcas de sangue.

JOGO DO BICHO

Familiares de Maria Damiana relataram que ela havia ganhado R$ 10 mil em um jogo do bicho e que, supostamente, Antônio Santos estaria querendo o dinheiro da vítima. 

Em entrevista ao repórter Antônio Carlos, o delegado Orlando Cursino disse que està  reunindo todas as evidências sobre o crime para chegar a principal motivação.

ABRIU BAR NORMALMENTE

Mesmo após ser o principal suspeito de cometer o crime, Antônio Santos abriu o bar Cantinho dos Amigos na tentativa de disfarçar envolvimento no crime. 

Desesperada pelo sumiço da mãe, Ivonete dos Santos iniciou uma busca incansável por Damiana. Com fotos compartilhadas nas redes sociais e entrevistas na Radio Andaiá FM 97.1 e outras emissoras, além do boletim de ocorrência registrado na Delegacia sobre o desaparecimento da mãe, a Polícia Civil entrou no caso e passou a investigar o crime.







Rua Tiradentes, 30 – 4º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9711-6971 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.